quinta-feira, 7 de junho de 2012

Acessos deficientes para deficientes

As escadas do passadiço em madeira que dão acesso ao apelidado ‘parque das gaivotas’ ganharam um maior protagonismo com a abertura do mercado mesmo ali è sua frente. Enquanto antes “estavam bem assim”, agora estão mal por terem (ou continuarem a ter) dois ou três íngremes degraus, não permitindo o acesso facilitado a pessoas com deficiência motor.
Eis o diálogo entre um familiar de uma pessoa nesta situação e um representante da câmara municipal da Figueira da Foz:
“-Então e porque é que não metem ali uma rampa para os deficientes?”
“-Ora, não é preciso! Vão dar a volta!”
“-…pois! O senhor fala assim por não ter nenhum deficiente na família!”
“-…/…”
(Noticia e diálogo comunicada ao nosso jornal por N.A.)
--------------------------------------------------------------------------------------
Adenda de sábado, 09 de junho, 15h00:
Os degraus já foram removidos e em seu lugar colocada uma rampa, permitindo, assim, a passagem a pessoas com deficiência motor.

3 comentários:

Raul Martins disse...

O meu obrigado ao O PALHETAS NA FOZ por divulgar a colocação de degraus no final de uma rampa para deficientes. Quem precisava de "ir dar uma volta" era o representante da Câmara responsável por esta aberração. A minha esposa, que se desloca numa scooter própria para deficiência motora, desceu pela referida rampa nunca pensando ser obrigada a retroceder e ir dar a "tal volta".
Que o tal Eng. nunca precise de alterar a situação por motivos pessoais ou familiares.

José disse...

infelizmente como esse personagem que é sustentado pelos nossos impostos,o que não faltam nesses serviços (e em todas as repartições públicas)são uns quantos deficientes mais mas deficientes na profissão e na maneira de pensarem porque se julgam alguém lá por serem funcinários públicos...um bocadinho de humildade para com quem lhes paga os vícios não lhes ficava nada mal...enfim...

j.boia disse...

E já agora que estamos a falar de passadiços, era conveniente que fosse feita uma inspecção e seguidamente uma reparação (digna desse nome) nos passadiços que dão acesso á praia nomeadamente os paralelos á ciclovia( e a própria) visto que tábuas partidas e em via de partir, pregos levantados com mais de um cêntimetro, entre outros problemas que se tornam um perigo eminente para qualquer utente daquela infraestrutura, vá-lá meus senhores levantei os rabos das cadeiras e venham para a rua ver os problemas não esperem que a população vos diga o que fazer, pois não foi para isso que foram eleitos, não sabem não podem então contratem uma pessoa para o fazer,(eu posso candidatar-me desde já pois até estou no desemprego que tal pensem nisso).

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------