terça-feira, 24 de julho de 2012

Pombas a mais e gaivotas ‘assassinas’

Perante queixas de munícipes de várias zonas da cidade que alegam muita sujidade, e varandas e estendais a servirem de conspurcados abrigos, a autarquia vai tomar medidas. O envenenamento seria a mais barata mas é cruel e poderia criar riscos colaterais. A alimentação com produtos químicos que inviabilizam os ovos é cara. Assim, pode-se muito bem voltar a aplicar “medidas antigas”, que passam por construir ‘casotas’ no horto municipal para as pombas e, depois, retirar-lhe os ovos!
Quem não se lembra das antigas ‘casotas’ adequados para as pombas situadas no jardim!? Há uns anos atrás alguns funcionários camarários, de manhazinha, acediam a estas e retiravam os ovos postos pelas pombas! A coisa resultava! Simples e eficaz!
Mas, e segundo o jornal “As Beiras”, de onde compilámos partes desta notícia, a maior preocupação são as gaivotas pois a luta pela comida está a torná-las agressivas, já se tendo visto mesmo gaivotas a matar e a devorar pombos! Neste caso, a ação deverá passar por lhes fornecer comida na periferia, afastando-as do centro da cidade.

1 comentário:

Unknown disse...

Umas das medidas que a Câmara deverá tomar é aplicar multas elevadas a quem atira pela janela fora restos de comida. Uma das zonas a vigiar é as trazeiras dos prédios na Rua Joaquim Sotto Maior, frente ao liceu. Á hora das refeições é ver o "convívio" entre gatos, pombas e gaivotas a disputar o melhor bocado.

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------