quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Amarrou-se com cordas!

António Rodrigues, 38 anos, natural de Vais, Buarcos, desempregado da construção civil, decidiu amarrar-se com cordas e sentar-se num dos bancos do passeio fronteiro à Nau. Em desespero, mas educadamente, sem alardes nem a acusar ninguém, disse-nos que só pretendia chamar a atenção de quem por ali passava para a hipótese de arranjar trabalho que lhe permitisse encarar dignamente o dia-a-dia. Ao lado da esposa Cristina, também desempregada, acrescentou que também realizava “biscates” como pedreiro, pintura, canalização, colocação de ladrilhos, etc. 
A foto foi tirada pelas 17h00, mas o António Rodrigues estava sem comer desde as 08 da manhã. E lá ia repetindo, sempre afável, não estar a fazer nenhuma manifestação nem ser contra ninguém, tão somente a expor o seu problema e o deseje de trabalhar. Pedimos-lhe o nº de telemóvel para eventuais contactos. Deu-nos o da esposa pois o seu não tinha saldo: 918 359 491. 
………………......................…. 
(Entretanto há poucos minutos, mesmo antes da publicação desta noticia, tivemos a informação, não confirmada, que a esposa tinha conseguido trabalho num restaurante. E que José Esteves, presidente da Junta de Freguesia de Buarcos, estava a providenciar para também arranjar um emprego para o António Rodrigues).

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------