domingo, 20 de abril de 2014

Estilista figueirense António Augustus morreu hoje em Lisboa

O estilista António Augustus, nascido na Figueira da Foz há 64 anos, faleceu hoje vítima de cancro na vesícula que lhe foi detetado há apenas duas semanas. 
Na última entrevista à Lusa recordou que a moda entrou na sua vida "por uma coincidência"
"Por brincadeira", em 1973, acabou por fica com a loja de um casal amigo, situada em frente à agência de viagens onde trabalhava. "Os dois eram professores e foram transferidos para Moçambique. Tinham uma semana para arrumar tudo, trespassar a loja e irem-se embora. Eu, por brincadeira, fiquei com a loja. Só que aquilo começou a crescer, passado um tempo tinha duas lojas, depois três", contou. Algum tempo depois percebeu que "o que gostava não era vender, era de criar coisas". 
"Arranjei costureiras, uma bordadora e comecei a fazer coisas para vender feitas lá"
Em 1979, apresentou uma coleção de forma considerada inovadora, a bordo de um avião da TAP, ação que o tornou conhecido a nível nacional e que repetiria dez anos mais tarde. 
Viria a vestir mulheres como a fadista Amália Rodrigues e a pintora Maluda e trabalhou com manequins internacionais, como a alemã Claudia Schiffer. Ficou ainda famoso o desfile de 2002 em que Maria José Ritta, mulher do então Presidente da República Jorge Sampaio, desfilou no Casino da Figueira da Foz com um vestido da sua autoria. (Fonte: Compilação várias net)

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------