quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Trabalho a meio… é pena!

Finalmente foram cortados as ramadas da árvore (uma figueira, vejam lá!) que se debruçavam do muro das antigas “freirinhas” para o passeio da rua dr. Francisco António Diniz, em frente ao mercado. Destas caíam figos que se esborrachavam no chão o que ocasionava várias escorregadelas, algumas até com alguma gravidade, facto já AQUI desenvolvido em outubro de 2012. 
Ora, para além dos ‘aplausos’ que a situação mereceu, mais incisivos por parte dos comerciantes do mercado mais próximos que acudiam às quedas diárias, deixaram também no ar a pergunta do ‘porquê’ de não terem, já agora, pintado aquele muro, pois uma demão de cal que fosse sairia barato, isto para além do muro ser ou não de particulares! Ou então instar estes a fazê-lo.
O que é certo é que ali à frente dum mercado alindado vai continuar um muro ‘emporcalhado’… o que é pena!

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------