segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Edilidade figueirense propõe: -Barreiras de recife artificiais para proteção da linha costeira, ao invés de…

“A autarquia da Figueira da Foz propõe que se opte por fazer barreiras de recifes artificias ou esporões paralelos à costa para proteção da linha costeira tendo ainda como vantagem "a reprodução de diversas espécies marinhas". A posição da autarquia surge depois de o Grupo de Trabalho do Litoral (GTL), criado pelo Governo para apontar soluções para os problemas da orla costeira, ter apontado a hipótese de utilização da areia da praia da Figueira da Foz para abastecer praias a sul do Mondego ameaçadas pela erosão…”
(Ler noticia completa do Público Online AQUI. Foto nossa de arquivo)
Conselho aos leitores: O melhor é a gente não se meter nisto! É muita areia…

2 comentários:

Lérias disse...

Não sabia desta noticia, mas ontem em casa ao jantar a conversa foi a erosão costeira nas praias do sul. Falei que havia um projeto para fazer um porto de/em alto mar no Cabo Mondego sentido Buarcos, a familia desconhecia.
Hoje vejo esta noticia e se é para fazer paralelo à areia/marginais, porque não fazer o tal porto?
Dirão os criticos: mas foi tirado os camiões da cidade e vão voltar novamente?
Na mh opinião não precisa, basta prolongar a estrada do Vale do Jorge e o transito se faria a partir do Alto de Brenha.
Abraço

Anónimo disse...

Aqui vai um link para a Revista da Armada sobre o Comandante Baldaque da Silva. Nas ultimas paginas encontram reeferencia ao Porto Oceanico que tentou impulsar na figueira da Foz:
http://www.marinha.pt/Conteudos_Externos/RevistaArmada/_FlipVersion/2003/index.html?pagenumber=12

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------