domingo, 8 de fevereiro de 2015

“-O que passei no Hospital da Figueira e nos HUC em Coimbra!”

“-Na passada 3ª feira, dia 3 de fevereiro, e após uma noite de dores insuportáveis, cheguei às urgências do Hospital Distrital da Figueira da Foz pouco antes das 09 da manhã, onde algumas pessoas já se encontravam à espera do atendimento para os diversos serviços. 
À minha entrada, dobrada pelas dores e amparada por duas pessoas que me acompanharam, o elemento da segurança ao local levantou-se de imediato e fez-me sentar numa cadeira de rodas. Daqui levou-me para a sala de triagem onde esperei nem três minutos para ser atendida. Após várias perguntas e uma rápida observação, avisaram-me que iriam fazer uma ‘catrefada’ de exames e análises. Assim foi. 
 Já passava do meio dia quando tive a noticia que teria de ir aos Hospitais da Universidade de Coimbra para realizar um importante exame complementar que aqui não era possível. 
Ali chegada fizeram-me a preparação para o exame. Tal como no Hospital da Figueira, tudo sem pressas ou gritos, e com eficiência e humanismo. 
Regressei por volta das 20 horas. 
Ora em nenhuma destas instituições de saúde vi aquilo que tem sido noticiado por aí. Não vi ‘corredores apinhados’ com macas, pacientes muito tempo à espera, ou antipatias no atendimento. E ao observar isto mesmo a um dos profissionais de saúde que me atendeu, foi-me dito que mais ou menos nestes termos: “-Isso são noticias que só são dadas por três ou quatro órgãos de informação (…/…) e que aconteceram só em dois ou três hospitais (…/…) claro que nos ‘picos’ de uma pandemia, verificam-se com certeza uma ou outra situação de congestionamento, mas depois volta tudo ao normal (…/…) também quem diz isso são sempre os mesmos que dizem a toda a hora que está tudo mal…” 
Aproveito, para além do agradecimento como fui tratada, de desejar que os citados serviços continuem sempre assim nestas duas unidades hospitalares.  
(Testemunho de Ermelinda Antunes, da Figueira da Foz)

2 comentários:

António Querido disse...

Eu estive na segunda feira nas urgências do HDFF, estive com máscara de oxigénio, fiz vários exames e análises, entrei às nove, saí às onze, sabendo todos os resultados, fui tratado 5 estrelas, tanto pelo enfermeiro da triagem, como pela médica de medicina e enfermeiras!
Ando em tratamentos mensais nos HUC, melhor, era impossível, fica aqui o meu OBRIGADO a todos os médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar, destes dois hospitais da região centro, continuem assim nós agradecemos!

Dulce disse...

Os meus parabéns pelo comentário. Está correto que devemos expressar-nos em relação às coisas boas e não apenas às situações menos corretas. Por vezes e por falta de médicos, não é possivel atender os pacientes com maior rapidez, mas também se assim fosse, será que a eficiência seria tão boa?

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------