sexta-feira, 27 de março de 2015

Pede 2,1 milhões por morte de juiz, natural da Figueira da Foz

O companheiro do juiz Miguel Lopes pede uma indemnização de 2,1 milhões de euros à Refer e à CP pela morte do magistrado no ano passado, na estação de Esmoriz, Ovar (…/…) O juiz, de 45 anos, natural da Figueira da Foz, estava a viver em Braga...  
(Ler noticia do Correio da Manhã AQUI)

1 comentário:

Anónimo disse...

Infância em comum com marcas na memória de saudade, própria de quem está a chegar aos 50. Partilhei na década setenta a carteira da escola dos quatro caminhos de Tavarede onde fizemos toda a primária. O Miguel era de longe o melhor aluno. Seguiu a sua vida e fez-se juiz.
Recordamos à uns anos os tempos longínquos quando o encontrei num restaurante de Tavarede num fim-de-semana em que veio visitar o seu pai. A sua morte foi pública e o seu carater criticado por opções que apenas a ele diziam respeito. O Miguel era um homem reservado de grande inteligência
Era um amigo e a sua partida deixa-me saudade. Paz à sua alma.

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------