segunda-feira, 20 de julho de 2015

Frieza de funcionário nas Finanças de Buarcos perante senhora com ataque de epilepsia!

“Hoje, dia 20 de julho pelas 11h00, assisti a uma cena que me deixou estupefacto e indignado. Naquela ‘maravilhosa’ sala de espera que a repartição dispõe para os seus contribuintes, com pastas de processos para quem quiser ter acesso, armários a fazerem de parede, secretárias como que abandonadas à espera que lhes sejam dadas rumo e sem condições de conforto, e sendo uma sala de uma instituição pública, uma senhora que também esperava a sua vez e aparentando ter cerca de 30 anos de idade, subitamente gritou e começou a tremer, parecendo que estava a ter um ataque de epilepsia ou algo com sintomas idênticos. Já em queda, consegui ampará-la, enquanto um jovem a meu lado me ajudou e de imediato ligou para o número de emergência 112. 
Com todo este aparato montado e a confusão a instalar-se houve uma terceira pessoa que tentou solicitar ajuda na outra sala onde se encontravam os funcionários em serviço… mas constatei não haver nesta Repartição de Finanças (e possivelmente não existirá em nenhuma) nenhum plano preventivo para acudir a situações do género. O que aconteceu foi o aparecimento de um funcionário que, com a maior das calmas e sem preocupação com a situação que se estava a viver naquele momento, dissertou para todos os que se encontravam na sala em voz firme que “…isso não é nada, já passa, a senhora já fica bem, já assisti a situações destas com um familiar meu, isso é normal…” 
Todos olharam espantados para ele… admirados e indignados… notando-se até uma contenção de palavras e atitudes, pois nem todos são pessoas frias e sem sentimentos… mas a criatura/funcionário acrescentou para quem falava ao telemóvel: “-Está a ligar para o 112 porquê!?” E repetiu: “-A senhora já fica bem…” 
E ainda houve uma troca de palavras entre ele e o preocupado jovem que ligou para o 112! 
Os paramédicos chegaram rápido, e após a primeira assistência no local à senhora, transportaram-na para o hospital. 
Assumo a responsabilidade de tudo o que estou a testemunhar, na certeza de que a maioria dos funcionários das Finanças de Buarcos não têm esta enorme falta de civismo, formação profissional e responsabilidade que observámos esta manhã.” 
(Foto nossa de arquivo = Compilação autorizada de texto de P.G. Fernandes)

1 comentário:

Anónimo disse...

O meu comentário a está situação é somente isto, ..........!!!!!!!!!!!!! Pois realmente quando tinha pensado que vi de tudo um pouco, ainda me conseguem surpreender com barbaridades destas, ... ..

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------