domingo, 27 de setembro de 2015

Ó lua que vais tão alta…

É pá, estamos fartinho de ouvir e tentar ver um qualquer eclipse em Portugal e que seja visto aqui da Figueira da Foz! Seja ele da Lua, do Sol, ou “do-raio-que-os-parta!” É que nunca se consegue ver nenhum! 
Se é do Sol, é porque estão muitas nuvens, ou está nevoeiro, vê-se ali na Carapinheira mas não aqui na cidade, ou está a passar uma praga de gafanhotos… 
Se é da Lua, ou é porque está a morrinhar, ou porque está só uma nuvem e é precisamente por detrás dela que o eclipse acontece, ou então é preciso ir para a mata dos cedros na Serra da Boa Viagem às quatro da manhã (se for na ‘Bandeira’ não dá porque a beatriz… perdão, bissetriz é diferente!) e etc.
 Ora hoje há um dos maiores e mais esperados acontecimentos astronómicos do ano: um eclipse total da superlua, um fenómeno não visível desde 1982 e cujo próximo só será observável em 2033! 
O eclipse máximo ocorre às 03h47 e, passados 3 minutos, ocorre o instante da fase de lua cheia da superlua, mas quem não quer estar acordado até a “essas tantas”, pode assistir já esta noite de domingo a uma bela lua de cor vermelho-alaranjada. 
Quer dizer, podia-se! É que até já fomos lá acima ao píncaro do edifício e… pois! Está nevoeiro! Ora gaita prós eclipses!

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------