domingo, 24 de julho de 2016

Uma noite a bordo na traineira ‘Gaivota do Mondego’ à pesca da sardinha nos mares da Figueira

“-Querem ir descansar um bocado? É melhor aproveitar agora, pois é o que vamos fazer todos.” Para quem, como nós, tinha acabado de entrar na Gaivota do Mondego, naquela noite já alta de um domingo de junho, a sugestão de Mário Santos parecia estranha. 
Mas uma coisa que se aprende rapidamente é que os conselhos de quem anda na pesca há muitos anos são ordens. Sobretudo quando se está prestes a navegar para alto-mar. Obedecemos, claro. Aos 31 anos, o pescador Mário, natural da Praia da Leirosa, tal como 16 dos 18 homens da companha da Gaivota do Mondego, já conta com um terço da vida passado só a bordo desta traineira e sabe bem do que fala… 
(Reportagem, noticia e fotos publicadas hoje na Revista VISÃO online que pode ler na totalidade AQUI – Título nosso)

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------