quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Polícia Marítima fiscalizou 98 redes entre Pedrogão e Cova Gala

A Polícia Marítima da Figueira da Foz desenvolveu esta 3ª feira, entre as 09h00 e as 14h00, uma operação de fiscalização ao longo da costa entre Pedrogão até à Cova Gala – Figueira da Foz, tendo fiscalizado um total de 98 redes majoeiras, 79 em situação legal e 19 em presumível infração. Desta forma, foram levantados 19 autos de contraordenação relacionados com artes sem licença, sinalização e identificação irregular e medidas para além das regulamentares. 
As redes de emalhar, denominadas de majoeiras, são redes utilizadas a partir de terra, colocadas na praia durante a baixa-mar, que pescam entre marés. Estas devem estar corretamente identificadas com o número de ‘inscrito marítimo’ ou licença e uma boia de cor vermelha, com pelo menos 20 cm de diâmetro, em cada extremidade. A malhagem mínima autorizada é de 110 mm no miúdo e 500 mm nas alvitanas e não podem ultrapassar os dez metros de comprimento nem os dois metros de altura. Cada pescador apenas pode operar com um total de oito redes e máximo quatro caçadas. A utilização destas redes só é permitida entre 1 de outubro e 30 de abril de cada ano, com exceção dos sábados, domingos e feriados. 
(Compilação de noticia constante da página oficial online da Autoridade Marítima Nacional)

1 comentário:

Ferreira disse...

Vergonha de leis que autoriza este tipo de pesca na altura da desova do robalo.

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------