terça-feira, 4 de julho de 2017

O tal ‘muro’ em Buarcos!

Este muro foi construído para a proteção costeira nesta zona que tem sido alvo de algumas inundações provenientes das ondas do mar quando este se enfurece! Era um anseio de muitos anos dos buarcosenses. 
Claro que também era agradável circular ali de automóvel e ver o mar, a praia e o horizonte onde o céu se encontra com o mar… relaxante! 
Mas não se pode ter tudo… ou não se pensou nisso! Por se tratar de uma zona fortemente turística bem que se podia ter aliado uma certa harmonia à obra “pura-e-dura”! Ou seja, aquela proteção – o muro! – vai ficar assim tão ‘seco’? Pelo menos não poderá vir a ser revestido com azulejos similares aos que foram recentemente inaugurados no cemitério de Buarcos? Ou aos que revestem as paredes de acesso à Avenida de Espanha na Figueira da Foz?
A maior das estranhezas e protestos dos utentes da praia que o muro agora encobre é a falta de um acesso central como – sublinhe-se – existia antigamente! Na verdade, quem estaciona junto à ‘canhoeira’ central da muralha (na foto ao fundo à esquerda) tem mais de uma centena de metros a percorrer ou para um lado ou para o outro, nada adequado nem cómodo em dias de calor e para quem transporta os chapéus de Sol, toalhas, cadeiras, crianças… Ora não seria viável a implantação de um acesso amovível ali a meio somente nos meses de verão?

2 comentários:

Anónimo disse...

Se colocarem azulejos naquele muro, no Inverno vão partir todos.

Anónimo disse...

O que serviria de entrada de pessoas para a praia servia também da saída do mar para a estrada.

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------