sexta-feira, 24 de novembro de 2017

=Urgência do Hospital Distrital da Figueira da Foz sem enfermeiros suficientes à noite (…/…) o que pode colocar em causa a assistência imediata aos cidadãos que ali acorrem!

Nota enviada à Comunicação Social pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses em 22 de novembro, e publicada no seu website oficial:
“-A decisão da administração do Hospital da Figueira da Foz de reduzir o número de enfermeiros no turno da noite (das 00h00 às 08h00) de 4 para 3 enfermeiros a partir de 1 novembro, está a gerar naquele serviço e nos enfermeiros uma forte instabilidade. 
A inequívoca insuficiência de recursos poderá colocar em causa a assistência imediata aos cidadãos que ali acorrem. 
De salientar que esta é uma urgência médico-cirúrgica que tem via verde para os casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC), a qual implica sempre a saída de um enfermeiro do serviço para acompanhar o doente à tomografia computorizada (TAC), e depois garantir a sua vigilância e acompanhamento para a unidade de AVC em Coimbra. 
Esta decisão de reduzir a equipa de enfermagem é estritamente economicista e pode levar a situações que não queremos que venham a acontecer. 
“Com este tipo de administrações/decisões não precisa o Serviço Nacional de Saúde de ter inimigos” afirma fonte sindical.”

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------