sexta-feira, 6 de julho de 2018

Já se veem algumas obras da ‘Requalificação do Núcleo Antigo da Figueira da Foz’. E como vai ficar a baixa da cidade!?

As obras vão incidir principalmente na zona histórica da cidade, com maior incidência nas vias e envolventes das ruas José da Silva Fonseca, Santos Rocha, Bombeiros Voluntários e dos Combatentes, e serão mais direcionadas ao nível do piso e das infraestruturas subterrâneas de saneamento de águas e serviços públicos. 
Também a Praça Velha e a Praça Nova, e em zonas entre estas, as obras a realizar passa pelo objetivo de diminuir a pressão automóvel, pretensão que está a gerar alguma apreensão entre os comerciantes.
Por sua vez há ruas, construidas ainda no século XIX, que não possuem atualmente passeios e onde o estacionamento é feito sem que existam lugares delimitados para o efeito, e que ligam a baixa à zona alta da Figueira da Foz, não havendo a possibilidade de existirem circulação rodoviária, aparcamento e passeio em simultâneo. Nestas a intervenção passará pelo nivelamento do piso, da dotação de uma única via central para a circulação automóvel, e da construção dos referidos passeios onde for possível. Claro que assim implicará a redução do número de lugares onde é possível estacionar. 
Na Praça Velha a zona do pelourinho deixa de ter estacionamento de um dos lados tornando-se assim mais pedonal, e a circulação automóvel passa a fazer-se (apenas a partir do meio da praça) em direção à rua do Bombeiros Voluntários. 
Não havendo uma explicação mais pormenorizada das obras a realizar, nem sequer uma planta exemplificativa dos locais onde na realidade se irão realizar (apesar de a termos solicitado mais do que uma vez) as pessoas vão avançando com ‘palpites’ que não são corretos ou, pelo menos, não estão definidos, como “a rua da República que agora é a subir vai passar a ser a descer...” ou que “os passeios das praças vão ser ‘cortadas’ a meio”, e também que “vão mudar o sentido de trânsito também das ruas Afonso de Albuquerque, Vasco da Gama e 10 de Agosto...” 
Ora fonte da CMFF garantiu-nos que nada está definido, só mesmo depois das obras e do piso e passeios construídos é que se julgará se será aconselhável alguma alteração do sentido automóvel de alguma via. 
Ora já se verificam dois focos de obras por aí. A primeira a começar foi a do parque de estacionamento entre a rua dos Bombeiros Voluntários e as traseiras da Igreja Matriz. A outra mesmo em frente à Praça Velha que, segundo nos comunicou um funcionário, será para o acesso direto do trânsito automóvel desta praça à avenida!Foz do Mondego (na foto). 
(Fontes da CMFF, do vereador Carlos Monteiro, e extratos de diversas publicações online)

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------