segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

CARTA UM: O hotel de charme, o quiosque, a árvore, a pastelaria… e o ‘rais-que-os-parta’!

Da nossa leitora Irene N. Santos recebemos via email uma das duas seguintes fotos (a primeira é nossa) e um extenso texto do qual aqui condensámos o principal: 
“-…deste largo, há cerca de dois anos, desapareceu o quiosque ali existente porque, segundo se constou, era uma das exigências para a construção de um hotel de charme no prédio onde se situava a pastelaria Pérola; 
A pastelaria Pérola, por sua vez, desapareceu há um ano porque idem aspas, no local iria ser construído um hotel de charme; 
Uma das árvores de razoável porte que se situava neste largo sensivelmente em frente à Pérola caiu, desapareceu ontem à noite… atenção, não foi devido à construção de um hotel de charme, foi devido aos ventos da tempestade Ana… 
Mas também o que desapareceu foram as alusões que se ia construir no local um hotel de charme!
No meio desta confusão do quiosque, da pastelaria, do hotel, da palavra charme que por aqui ecoa, da árvore que caiu, do ‘rais-que-os-parta’, pergunto: Será que sempre se vai ali construir algo charmoso, ou será mais um prédio a juntar-se às dezenas de mamarrachos existentes na cidade!?

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------