domingo, 28 de outubro de 2018

Vidro, ou o poluente pó de vidro, voltou ao Porto Comercial!?

Esta pergunta foi-nos feita na tarde de hoje, e tem como fundamento os protestos e as queixas feitas em abril e maio de 2017 e que culminaram com uma publicação enviada por um leitor e aqui publicada. Nessa publicação se indicava que “o pó de casco de vidro pode causar tosse, catarro nos pulmões e garganta, e afetar a pele causando vermelhidão e comichão, e consta mesmo da lista de resíduos com a atribuição de perigosidade da União Europeia”
Entretanto essa matéria de vidro deixou de se ver por ali para descanso das pessoas, sobretudo de quem ali passa amiúde ou mora nas imediações. 
Agora voltaram-se ali a ver montes de vidro partido. Será que também é o tal poluente pó de vidro!? Logo “a calhar” com este vento que espalha tudo por todo o lado!? Ou será só vidro, e não oferece perigo nenhum!? Não sabemos, confessamos! 
Mas certo, certo é que, com ou sem cabimento, algumas pessoas alarmaram-se e deixaram de estar descansadas!
Enviar um comentário
CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------