segunda-feira, 14 de julho de 2014

A Figueira da Foz é cidade privilegiada na receção a convívios de ex-militares

Amiúde se reúnem na nossa cidade grupos de antigos militares para recordarem ‘velhos tempos’, trocarem abraços, mitigarem saudades e, sobretudo, conviverem em almoços sempre bem dispostos. Muitos deles trazem as esposas, filhos, e os ‘mais velhotes’ vêm já acompanhados dos netos! Esta crescente afluência de antigos combatentes na Figueira da Foz deve-se à sua privilegiada situação geográfica, sensivelmente a meio de Portugal e às suas acessibilidades, e também ao conhecimento que se tem do Sol, praia-mar-serra, e ainda à facilidade de escolha de espaços abertos e de restaurantes condizentes. 
Em geral estes convívios começam com a concentração do pessoal no adro da Igreja Matriz onde se realiza uma missa, evocativa dos presentes e em homenagem aos que já partiram, seguindo depois, a pé, para o Memorial aos Soldados falecidos no Ultramar do concelho da Figueira da Foz (ao inicio da Praça Velha, inaugurado em novembro de 2009) ou vice-versa, seguindo depois para o local da almoçarada. São sempre dias bem passados que a cidade proporciona. 
Na foto, um exemplo de um desses últimos convívios, que reuniu 60 pessoas, realizado no passado dia 28 de junho, dos “Pelotões Independentes de Caçadores, 964/965/967” com o intuito de celebrar os 50 anos da partida de Lisboa para Luanda.

1 comentário:

JOSÉ MANUEL DOS SANTOS. disse...

Venho aqui agradecer a Toni, a publicação do convívio que organizei no passado dia 28/06, na Figueira da Foz, com antigos colegas da Guerra de Angola e seus familiares. Assim comemorámos os 50 anos, e este foi o 9º. ano que organizei o convívio, sempre na bela Figueira da Foz.

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------