quinta-feira, 28 de julho de 2016

Na Figueira agora sopra-se. Dantes varria-se!...

Antigamente as ruas eram varridas… com vassouras! A sério! Situações laicas, arcaicas, esquisitas, capitalistas, e outras coisas terminadas em “…aicas” ou “…isitas”! 
Hoje é que é! Tudo prafrentex! As ruas não se varrem, sopram-se! Com um aspirador que assopra ao contrário, arrastam-se as folhas para um canto e… e… (aqui uma ‘falha’, há que o confessar) depois não sabemos como as levam daquele canto, não ficámos lá até ao fim! 
Queres ver que as meteram debaixo do tapete!?

2 comentários:

José Carlos Monteiro disse...

varrem-nas para um saco e colocam-nas numa carrinha...depois não sei a fase seguinte...mas compostagem era uma solução...

Anónimo disse...

è o descalabro...o ridículo...o faz de conta que se trabalha...e pago eu IMI para esta m....de trabalho!? Corta-se(lava-se) os terrenos de vez em quando que deveriam ser de lazer...para nós adultos como para os nossos filhos...netos e visitas á cidade mas como são cortados quando lhes dá na gana ainda por cima sopra-se os restos das "ervas " e folhas não sei para onde...talvez á espera que o Vento o Leve para o infinito....Isto Chama-se trabalhar em prol do AMBIENTE!!! Soprem para os lados dos rapazinhos do executivo camarário...esses pobrezanas da sociedade e da politica !

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------