sexta-feira, 7 de junho de 2013

Figueira da Foz: Uma cidade cada vez mais desvirtuada das suas tradições!

"A Feira das Freguesias, que encerra as Festas da Cidade da Figueira da Foz, tem duas novidades. A primeira é a mudança de local, da praça da Europa para a nave do mercado municipal provisório, no parque das Gaivotas. E segunda é a divisão do evento em duas partes iguais – cinco dias e nove freguesias em cada uma -, para contornar a falta de espaço no pavilhão (…/…) a Feira das Freguesias vai abrir de quarta a domingo, durante duas semanas. Os dois dias de interregno servem para as alterações logísticas dos módulos gastronómicos das freguesias. Ou seja, a mudança de turno das freguesias..."
Ora já não bastava a má ideia de mudar de sítio a nossa tradicional Feira das Freguesias que sempre se efetuou na Praça da Europa (ali realizada porque simbolizava as freguesias à volta da sua sede de concelho, a câmara) e que apesar de algumas tardes mais ventosas tinha muito boa visibilidade para os muitos automobilistas que passavam na avenida e ali iam petiscar, que tinha sempre gente e era apreciada, vem agora a ideia peregrina de a dividir a meio, metade das freguesias num período e outra metade noutro! 
Ou seja, a "tal" divisão de freguesias está a ser feita a preceito pelo atual elenco camarário! E muitos já antevêm que para o "bunker das gaivotas" irá menos gente, e com o concelho dividido a metade ainda irão menos, pois a maioria só irá na semana da sua freguesia! 
Em reunião de câmara disse-se que “assim se poupava dinheiro pois o serviço de instalação e remoção das barracas de madeira na Praça da Europa era muito caro”… isto do muito caro é o que agora se “usa” dizer quando não se quer fazer alguma coisa! 
Mas isto anda tudo “doido” ou quê!? 
O melhor é mudar mesmo o nome da cidade nesta altura das Festas da Cidade para F(igu)eira na Foz!
………….............................................................................................…… 
Por outro lado quer-se manter aquele “mastodonte” de arquitetura “bunker” para diversos eventos festivos e desportivos. Bem, um ano ou dois ainda somos levados a admitir, mas, meus senhores, devolvam o mais depressa possível a foz do rio à vista de quem chega à esplanada Silva Guimarães! 
O erro já veio de inicio ao não se ter edificado a feia estrutura “mais para lá”, mas manter este ostensivo atentado paisagístico mais anos… credo! Cruzes canhoto!!

3 comentários:

José Joaquim Santos disse...

Totalmente de acordo consigo. A inteligência dos homens, está em emendar e reconhecer, quando se erra. Infelizmente, a Figueira continua entregue à sua triste sina e a caminho da destruição total ...

Anónimo disse...

Abaixo com aquele Bunker....ou então davam uns bons balneários para os turista desta cidade aqueles que nos dão muito a ganhar aqui na figueira com os bons pequenos almoços e jantares nos nossos restaurantes....esses Auto caravanistas! Ponham-nos a pagar o imposto que eu pago de IMI ou mais até porque estão na zona Nobre da cidade e aí a taxa é bem mais alta que a minha ! ou os figueirenses é que andam a pagar para estes reles turistas andarem a gozar com aquilo que eu pago? Rua desta cidade...aqui só queremos quem nos ajude e não quem nos roube!

Anónimo disse...

A ideia de fazer daqueles barracões bizarros e negros, simbolo da tristeza e mau gosto que assola a nossa Figueira, nem ao diabo lembraria... É a completa falta de sensibilidade e a descaracterização total da tradição popular figueirense!?...

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------