terça-feira, 23 de julho de 2013

Cidade do 'parece'!

01) Parece que havia aqui um banco; 
02) Parece que havia aqui uma ‘passadeira’; 
03) Parece que havia aqui uma árvore; 
04) Parece que um globo está tombado; 
05) Parece que havia aqui um sinal de trânsito; 
06) Parece que havia aqui um semáforo; 
07) Parece que havia aqui um candeeiro; 
08) Parece que havia (também aqui) uma passadeira… 
09) Parece que hoje a pintaram (ufa!); 
10) Parece que há aqui uma vereação!

3 comentários:

Anónimo disse...

Parece que o senhor tem tempo a mais

braga disse...

Efectivamente é a cidade do parece...
Certamente por falta de tempo não tem visitado as freguesias rurais. Visite-as e verificará que o trabalho é bem pior que a realidade .
Deixe que manifeste a minha singela opinião sobre a rede viária a partir da estação no sentido de Montemor ( A Velhinha estrada 111). A partir da Estação da CP o utilizador transita a par com as viaturas pela ausência de passeios e pela ausência de limpeza das bermas que são ocupadas pela erva que cresce a seu belo prazer e que necessita de outro tipo de intervenção sem ser só o corta sebes, a química também ajuda. A estada em quatro anos teve uma única intervenção e que apraz registar pois, no inverno, ajuda na circulação da escolha da faixa de rodagem, foi pintada, sim disse escolha, porque os utilizadores procuram o melhor piso para circular. A smaforização simplesmente desapareceu, a estada dentro de cada localidade é atravessada por valas quer longitudinais quer transversais. Se se tratou do abastecimento de agua a uma determinada habitação é transversal , se se tratou de abertura de vala para saneamento é longitudinal. Não se exige muito, pede-se só que haja uma pequena regularização por toda ela e todos ficariam satisfeitos. Quando utilizada, e falamos da estrada, por camiões ou semi-treiller , estes, entre Caceira e Arruelas vão limpando os ramos mais baixos das árvores, uma intervenção da protecção civil não ficaria nada mal. As Alhadas (vila) encontra-se em bom estado de conservação. A Partir do Casal do Mato Passando por Maiorca até Montemor , bom , é mais do mesmo. Numa palavra unica "INSUFUCIENTE".
Gás só de garrafinha não há forma de chegar o tal de cidade que é mais barato e de fácil acesso. Por muito que se lute nestas aldeias, não se consegue suster o exôdo da Juventude, porque? Por falta de infra-estruturas, por falta de comodidade, por falta de vontade politica porque numa cidade tão pequena como a nossa deveria haver infra-estruturas que a todos satisfizessem. Pena que não haja mentalidades que iluminem as nossas estradas e as zonas habitacionais para podermos fazer as simples caminhadas em segurança, pena que as mentes não iluminem a vontade de fazer história como um dos Presidentes da Câmara o fez há uns anos atrás. Vamos lá interceder para que o amanha seja mais próximo da cidade.

F.Gomes disse...

Etambem parece que existem pessoas que não têem coragem de assumir o que dizem e se escondem no anonimato.

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------