domingo, 26 de junho de 2016

Parque de estacionamento semi subterrâneo junto à Praça do Forte com ‘protocolos’ a mais!

Quando ficou construido, este parque de estacionamento até foi olhado com desconfiança, pois temia-se que os carros ali estacionados, muito escondidos, pudessem ser assaltados ou vandalizados. Mas esses temores foram-se dissipando, muito até devido à vigilância policial, com os carros da PSP ali a passarem diversas vezes ao dia. 
Inicialmente previsto para cerca de 300 lugares, a descoberta de uma estrutura de um antigo porto no local fez com que a capacidade fosse reduzida para cerca de 180. Ainda assim, começou por dar perfeitamente para os frequentadores que acediam a movimentados locais próximos, tais como Bairro Novo, Casino, Mercado Municipal, Marina, Praça do Forte, etc. Começou, mas nos últimos dois anos os lugares já se revelaram escassos, muito devido à confiança adquirida (pese embora a inviabilização à entrada de viaturas de bombeiros ou de pronto-socorro) e também ao abrigo com teto e ao parqueamento gratuito. 
Foi a Câmara Municipal da Figueira da Foz que inaugurou a obra integrada na reabilitação urbana da zona envolvente do Forte de Sta. Catarina, e compreende-se que, na altura, tenham sido cedidos uma dezena de lugares à Administração do Porto e cinco ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. 
O que não se compreende foi a recente atribuição de cerca de 20 (vinte!) lugares à Capitania do Porto em lugares previlegiados logo à entrada, cujas quatro ou cinco viaturas de serviço já têm estacionamento próprio na Rua Poeta Acácio Antunes! 
Com tantas cedências é só verem-se carros ali a circular, a dar a volta e a irem-se embora por falta de lugares, e a constatarem que o parque de estacionamento ‘público’ afinal está quase todo ele ‘privado’! E neste caso, siga-se em frente, e disponibilizem-se lugares também para os Bombeiros Municipais e Voluntários, Proteção Civil, Exército, PSP, GNR... ‘be reasonable’
E o mais caricato, para não lhe chamar outro nome, é que os serviços da Capitania do Porto começaram a intimidar os "possíveis infratores" com a colocação no para brisas de um aviso, que de legal nada tem, e com tradução made in Google!... 
Com todo este imbróglio esqueceram-se do mais importante: das pessoas ‘normais’ que só querem estacionar o seu carrito! Das pessoas que não são ‘entidades’! 
(Fotos e texto, que abreviámos, enviados pelo nosso leitor D.A. que já deixou de tentar estacionar no local pela constante falta de lugares de estacionamento)

1 comentário:

Anónimo disse...

É uma vergonha... Devia fazer um artigo sobre a proibição dos ATL'S e de grupos de crianças da cidade poderem frequentar a Piscina MUNICIPAL do Parque de Campismo e a Piscina MUNICIPAL do mar. Um verdadeiro atentado às crianças e às empresas da cidade. Não se compreende que uma cidade que não tem uma Piscina Municipal, proiba o acesso a estes locais. É um crime. Uma mãe que entre com 10 miudos (filhos e amigos) nestes locais não tem problemas. Os ATL (privados e publicos) que estão a prestar um serviço aos pais do concelho, deixam de ter espaços para frequentar com as crianças.

Obrigado e bom trabalho

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------