sexta-feira, 14 de abril de 2017

“-Depois de ‘estragarem’ a praia da Figueira, resolveram agora também ‘estragar’ a praia de Buarcos!?”

Exatamente com este título recebemos de um nosso leitor (S. S. C.) um veemnete e indignado protesto sobre o que se está a passar no areal de Buarcos. Que na verdade, e num primeiro olhar, causa ‘mossa’ à vista e indigna quem por ali passa. 
Para sabermos o que se estava a passar entrámos em contacto com José Esteves, presidente da Junta da Freguesia de Buarcos e S. Julião que, desmentindo o título, nos comunicou que a obra era da responsabilidade da Agência Portuguesa do Ambiente tendente a uma maior consolidação e proteção da orla costeira, mas também um anseio de muitos anos da instituição a que preside. 
Mais explicou que a cercadura das pedras na praia (na foto central) é tão somente para delimitar o espaço de manobração das máquinas e para a devida proteção dos banhistas. Serão retiradas aquando da conclusão das obras. E que as pedras situadas no areal junto da Avenida a caminho da Tamargueira (foto em baixo) irão ser reposicionadas a seu tempo, sendo que há a previsão das obras ficarem completas no final de junho. 
-Nós queremos é que haja mais espaço nestas praias para acolher mais gente, e não pedras!” – rematou.

Sem comentários:

CLIQUE EM MENSAGENS ANTIGAS E CONTINUE A LER 'O PALHETAS NA FOZ'
=================================================================

Translate this newspaper for other languages

---------------------------------------------------------------------------------------------------